Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Bzzzzzzzzzzzzzz Abelha

Imagem
Desde o segundo grau técnico adquiri um fascínio pela empiria. Que perdura por toda a minha vida.

Como comecei com o crochê? Tentei quando era bem criança com a minha bisavó, mas com ela não rolou. Muitos mais muitos anos depois, conheci dona Eliane, figura completamente adoravél, minha amigona e que faz crochê muito bem. Tomei coragem e pedi a ela que me ensinasse. Comecei a aprender e dessa vez foi de verdade e desde então me dedico com afinco. Perdi o medo de errar, testo e testo e testo. Faço isso com materiais com linhas, barbantes dentre outras coisas....


Esse caminho de mesa foi uma tentativa de uma blusa...só que no meio de tudo quando estava quase vestindo a "blusa" percebi que estava vestindo um caminho de mesa, sendo assim eis que a peça seguiu o seu destino e reina na cômoda de uma menina majestosa.










Quando vejo estes hexagónos consigo até escutar o bzzzzzzzzzzzzzzzzz das colmeias!!!!



Squares

Imagem
Bom dia, pessoal! Hoje tive uma noite de sono daquelas...o projeto Baby Johnson está chegando ao fim, em breve postarei ele com sua história.

Mas a história do post de hoje é a seguinte me fizeram uma grande encomenda a uns seis meses atrás que eu chamo de coleção Gabriela. Todos os itens pedidos precisavam ter uma paleta que rememorasse a década de 1920 e 1930. Como boa historiadora fui pesquisar tudo para não dar nem um furo que fosse.






Eu precisava tecer algo que fosse multifuncional. Daí recorri ao velho e bonito square. Em um vermelho que poderia morar em ambientes fortes. O tamanho dele é de 50x50 cm. E assim ele foi entregue ao seu destino.


Quem quiser só escrever crochetique@gmail.com

Quem quiser tecer algo parecido indico http://falandodecrochet.blogspot.com.br/

Redes

Imagem
Desde pequena adoro, ou melhor, amo de paixão uma rede! Hoje a coluna não permite mais, porém continuo seduzida por aquelas varandas de crochê e por tramas abertas que não me fazem esquecer aquela sensação de estar na rede, estar em rede! 
Por isso, hoje decidi postar uma almofada que me deu muito prazer de tecer...seu tecido ficou bem reto e o fechamento foi super positiva. De qualquer cor ela fica bem discreta no ambiente acrescentando um "je ne sais quoi", aquele não sei o quê!



Almofada de 50X50 cm. Botões de Madrepérola! Quer na sua casa? drochetique@gmail.com

Que bolsa linda!

Imagem
A história dessa Almofada é engraçada. Nunca havia tecido nada com barbante apenas com a linha que parecia barbante do post anterior. Comprei apenas um rolo de alguns barbantes do número 06 e a vendedora me garantiu que seria o suficiente. Era melhor acreditar nela, né? Eu até então só tinha feito crochê e tricô com linhas e lãs.

Assim fui para casa toda serelepe acreditando que seria super possível. Dias depois achei um square em uma revista e dei uma modificada nele e comecei. Infelizmente não deu para terminar, daí tive que ir em outra loja porque a primeira era longe e comprei um rolo com a mesma referência porém de lotes diferentes. Resultado? Squares desiguais. Mas como a necessidade é um momento de ressaltar a nossa criatividade, consegui a contento realizar compô-los uns com os outros.

Teminei de unir todos os quadrados e coloquei os botões. Era domingo e todo mundo estava reunido lá em casa. Fiquei meio que insegura sem saber se estava bom e daí perguntei. - E aí, Papa está …

O Crochetique começa assim.

Imagem
Acho crochê o máximo, pois permite você fazer mil coisas diferentes, antigas ou novas. Existem padrões clássicos, ultra-modernos, simples, sóbrios. Eu, por exemplo, cada dia tenho uma paleta de cores distintas na cabeça...tem momentos que quero somente o branco, dias somente colorido. Assim, vamos tecendo, tecendo e tecendo...

Mas nem só de crochê poderá viver o Crochetique, pois o mundo craft está aí.  E a internet nos seduz a cada momento a fazermos mais e mais coisas diferentes, por isso podem surgir coisitas com tinta, tecido, linhas de bordar, tricô e tudo o mais.

Sou apaixonada por almofadas, colchas e coisinhas para casa e casamento. Tento sempre seguir padrões simples e seguindo a máxima divulgada pelo arquiteto Mies Van Der Rohe, "Less is More", amo os quadradinhos da Vovó (Granny Squares). Assim vem a primeira de todas. 







Ela mede 45X45 cm e foi tecida com uma linha que parece barbante.